Para uma melhor experiência neste site, utilize um navegador mais moderno. Clique nas opções abaixo para ir à página de download
Indicamos essas 4 opções:

Ok, estou ciente e quero continuar usando um navegador inferior.

Segurança: procura por seguros cyber cresce mais de 800% em 5 anos

  • Publicado em: 02/05/2024
  • Autor: Upquery
Segurança: procura por seguros cyber cresce mais de 800% em 5 anos

A transformação tecnológica e as novas práticas de trabalho contribuíram também para o crescimento de ataques cibernéticos em modalidades diversas. Porém, ao mesmo tempo, as empresas brasileiras estão mais conscientes sobre a importância de investir em proteção digital e soluções tecnológicas que refreiem as ameaças.

Conforme dados da CNseg (Confederação Nacional de Seguradoras), a busca por seguros cibernéticos aumentou 880% em relação aos cinco últimos anos. Ainda, segundo dados da Trend Micro, empresa global de cibersegurança, 161 bilhões de ataques cibernéticos foram bloqueados no ano passado.

Isso representa crescimento de 10% em relação a 2022, significando quase o dobro que os registros de 2019 – 82 bilhões de ataques. Enquanto há cinco anos a arrecadação de seguradoras era R$ 20,7 milhões, em 2023 esse valor saltou para R$ 203,3, um aumento de 17%.

O seguro é um serviço que busca mitigar os riscos aos quais empresas estão expostas no digital. Assim, os pequenos e médios negócios (PMEs) são os maiores beneficiados neste cenário. Este grupo de empresas costumam ser mais vulneráveis aos ataques hackers e os dados comprovam isso: em 2022, 62% dos atos cibernéticos ilícitos tiveram como alvos os PMEs.

Blindagem e cobertura indenizatória

Isso acontece porque muitos negócios não possuem a estrutura necessária para blindar ameaças e ações suspeitas. Além disso, não contar com apólices de contrato de dados é um fator determinante para pequenas empresas.

Porém, existem incidentes que podem custar milhões e declarar até mesmo o fechamento do negócio. Por isso, as seguradoras brasileiras estão criando produtos específicos para atender as necessidades desse público, visando mitigar os problemas e assumindo os riscos das apólices.

Além das estratégias de blindagem de acesso hacker, as linhas de seguros cyber oferecem cobertura em casos de roubos de dados e extorsões cibernéticas, aplicando multas e indenizações em casos de violações e interrupções de serviços prestados.

Mais de 10 seguradoras no mercado

No Brasil, o primeiro seguro cibernético foi comercializado em 2012, voltado para pessoas jurídicas. Naturalmente, hoje em dia, a procura por este tipo de solução permanece maior entre as organizações ao invés de pessoas físicas.

Para atender esse público, atualmente os brasileiros contam com 14 seguradoras atuantes. Conforme João Fontes, membro da subcomissão de linhas financeiras da FenSeg (Federação Nacional de Seguros Gerais), há 5 anos existiam 10 seguradoras ativas, o que demonstra uma expansão do mercado.

Entre as seguradoras de destaque para PMEs estão BS2, Gallagher Brasil e Latú. A BS2, por exemplo, projeta um incremento de aproximadamente 10% até o final do ano. Já a Gallagher apontou um crescimento entre 20% e 30% em cotações de seguros cyber.

Tenha o controle total do seu negócio onde você estiver

Baixe o App da UpQuery no seu Tablet ou Smartphone e leve sua empresa para qualquer lugar, acessando os dados em tempo real.

Quer conhecer um pouco mais a Solução de BI UpQuery?

Baixe nossa apresentação em PDF

Baixar apresentação