Para uma melhor experiência neste site, utilize um navegador mais moderno. Clique nas opções abaixo para ir à página de download
Indicamos essas 4 opções:

Ok, estou ciente e quero continuar usando um navegador inferior.

Varejo: Shein busca novas parcerias para conquistar mercado liderado por Amazon

  • Publicado em: 07/05/2024
  • Autor: Upquery
Varejo: Shein busca novas parcerias para conquistar mercado liderado por Amazon

A competitividade está cada vez mais acirrada entre os principais marketplaces globais. A Shein está trabalhando para se transformar, aos poucos, em uma nova Amazon – empresa que atualmente detém 37% do mercado varejista dos Estados Unidos. Hoje, o e-commerce chinês tem como foco a comercialização de roupas, maquiagens, sapatos e acessórios.

Entretanto, a proposta é se tornar uma referência em comércio eletrônico expandindo as suas seleções de produtos. A recente proposta da Shein é conquistar novas parcerias com marcas, como a Colgate/Palmolive, de cuidados domésticos, e a Hasbro, especializada em brinquedos.

A empresa anunciou que está trabalhando nesta estratégia durante um evento realizado na última terça-feira. Entretanto, apesar de agora ganhar forças, esse é um movimento que vem se firmando desde o ano passado. A Shein defende o objetivo devido às necessidades de seus clientes. Conforme os representantes, os consumidores estão buscando por novas marcas.

Desafio para marketplaces

Atualmente, a Shein já domina o mercado de roupas na internet e sua popularidade é expressiva entre jovens e usuários do TikTok. Em 2022, a companhia foi avaliada em US$ 100 bilhões, representando mais que a avaliação de muitas concorrentes de fast fashion, como Zara e H&M.

Mesmo assim, atualmente sua arrecadação total com o e-commerce está bem atrás da Amazon. A Shein arrecada US$ 2 bilhões anualmente, enquanto a Amazon alcança o valor de US$ 30 bilhões. Além da Shein, a Amazon conta com outra ameaça significativa: a popularização do marketplace chinês Temu.

Entretanto, uma das principais vantagens da Amazon são as suas entregas rápidas. A diferença é de 24 horas para, em média, duas semanas em relação aos envios e entregas asiáticas. Essa é uma questão que os concorrentes chineses deverão estudar a fundo para ganhar ainda mais espaço. 

Movimento contrário

A briga entre os marketplaces está anunciada de ambas as partes. Assim como a Shein busca conquistar espaços até então liderados pela Amazon, a Amazon quer dominar as especializadas da Shein. A proposta da líder de mercado é ampliar os seus negócios para o segmento de roupas e confecções. Uma estratégia que vem sendo usada para atingir este objetivo é a redução de taxas de comissão para os vendedores do ramo.

Tenha o controle total do seu negócio onde você estiver

Baixe o App da UpQuery no seu Tablet ou Smartphone e leve sua empresa para qualquer lugar, acessando os dados em tempo real.

Quer conhecer um pouco mais a Solução de BI UpQuery?

Baixe nossa apresentação em PDF

Baixar apresentação